Dinâmica de populações da espécie exótica invasora Artocarpus heterophyllus L. (Moraceae) no Parque Nacional da Tijuca - Rio de Janeiro

Rodolfo Cesar Real de Abreu

RESUMO

Espécies invasoras são vistas como uma ameaça à saúde dos ecossistemas. Ações como a remoção destas espécies estão se tornando essenciais para a manutenção da biodiversidade. Neste contexto, Artocarpus heterophyllus Lamk. (Moraceae), conhecida como jaqueira, é uma espécie arbórea nativa do sudeste asiático historicamente introduzida no Parque Nacional da Tijuca (PNT). Atualmente, compõe a comunidade vegetal do PNT com pronunciada monodominância em alguns trechos, onde desenvolveu interações com a fauna local. Este trabalho procurou gerar informações sobre o estágio atual de desenvolvimento da população de jaqueiras no PNT através do estudo da demografia da espécie por meio de modelagem matricial. Desta forma, o trabalho considerou as duas fases de dinâmica populacional da espécie. Na fase assintótica, foi possível realizar a comparação com outros trabalhos e detectar padrões de colonização desta exótica na Mata Atlântica do PNT. Análises retrospectivas e prospectivas foram realizadas com base nas matrizes anuais obtidas no período 2005 – 2008. Na fase transiente foram feitas análises prospectivas de sensibilidades e de elasticidades, além de simulações do manejo da espécie. Os resultados indicaram que as populações de jaqueiras se expandem menos de 1% ao ano com duração da fase transiente de 179 anos. Os indivíduos permanecem por longos períodos nas classes de diâmetros, com baixas taxas de transição e mortalidade. O manejo com intervenções de até 5% voltado para as sobrevivências nas classes de JUVENIS 1 e ADULTOS 1 e 2, além reduzir a taxa de crescimento populacional da espécie, é suficiente para que a população entre em declínio. Estas pequenas intervenções quando feitas no longo-prazo podem mitigar os impactos sobre a biota local.

ABSTRACT

Invasive species are a major threat to healthy ecosystems. Actions like removing this kind of species are becoming essential to maintain biodiversity. In this way, Artocarpus heterophyllus Lamk. (Moraceae), commonly known as jackfruit, is a woody tree native from Southeast Asia historically introduced at Parque Nacional da Tijuca (PNT). Nowadays, it belongs to the plant community of PNT with a substantial dominance at some regions where local fauna interactions are developed. This work aims to generate data about the present development stage of jackfruit population at PNT. The population demography was studied through matrix models and two kinds of population dynamics were considered. On asymptotic dynamic the colonization patterns were detected and compared to other Atlantic Forest species. Retrospective and prospective analyses were developed based on annual matrices from 2005 to 2008. On transient dynamic, prospective sensitivities, elasticities analysis and management simulations were conducted. Results indicates that jackfruit populations have a small growth expanding less than 1% a year and it would stay for 179 years in transient dynamic. Stases on diameter classes are high, with small rates of individual growth and mortality. Environmental management interventions up to 5% on survival rates on classes JUVENILES 1, and ADULTS 1 and 2 are the best options to generate the aimed effect of population decline. Small and long-term interventions mitigate impacts on local organisms.

retorna

 

 

 

 

 

 

volta à primeira página