Acesso à informaçãoFaltam 23 dias para a Copa

Museológica

    • Fotográfica
    • Graziela Maciel Barroso
    • Fotográfica

      A coleção fotográfica com cerca de 12.000 imagens é formada por preciosos documentos que registram diferentes períodos e aspectos do Jardim Botânico, constituindo-se em fontes de informações sobre sua história. Destacam-se cerca de 2000 negativos de vidro datados do período de 1900 a 1940, pela sua importância e valor documental.

      Outro conjunto significativo se refere à gestão do botânico João Geraldo Kuhlmann (1944-1951), retratando aspectos não apenas do Jardim Botânico como também de expedições por diferentes regiões do Brasil. O papel do naturalista como um dos grandes coletores da instituição é inegável, percorrendo regiões longínquas do país e coletando espécimes únicos na Amazônia brasileira.

      Outros registros imagéticos podem ser destacados, como a visita do cientista Albert Einstein ao Jardim Botânico, a excursão do Grupo de cientistas belgas liderados por Jean Massart ou ainda a flora do Parque Nacional de Itatiaia, quando ainda era uma Estação Biológica de Pesquisas do Jardim Botânico.

      O acervo fotográfico percorre um período de mais de 100 anos com registros de momentos relevantes de história da Instituição, bem como de expedições brasileiras e estrangeiras realizadas no território brasileiro. São importantes documentos que subsidiam a construção do conhecimento acerca da biodiversidade brasileira.

      • Graziela Maciel Barroso

        Graziela Maciel Barroso (1912-2002), botânica de reconhecimento internacional, trabalhou no Jardim Botânico do Rio de Janeiro durante 58 anos. Além da autoridade científica que Graziela conquistou ao longo da vida, destaca-se sua notoriedade também em formar gerações de pesquisadores que hoje se dedicam às investigações científicas em inúmeras instituições.

        • Esboço biográfico

        • Cronologia

        • Depoimentos

        • Produção científica

        • Arquivo pessoal

        • Banco de Dados